Cadastre-se
 

Práticas

Aromaterapia

O que é a Aromaterapia?

Aromaterapia
A Aromaterapia como conhecemos hoje em dia, é uma técnica que nasceu na França, e envolve a utilização de óleos essenciais com o objetivo de equilibrar a mente, o corpo e o espírito. A palavra aroma remete a cheiro e a palavra terapia a cura.

Em suas mais diferentes formas de aplicação, inclui o uso de óleos essenciais no tratamento de doenças físicas e psíquicas, utilização na beleza, aromatização e uso em massagem.



 

COMO SURGIU?

O uso dos óleos essenciais data de mais de 10.000 anos. Os antigos egípcios, gregos, romanos, chineses e indianos faziam uso de óleos aromáticos no seu cotidiano, para fins terapêuticos, estéticos e religiosos.
Embora o conceito de “curar com aromas” seja um conhecimento ancestral, o termo Aromaterapia surgiu em 1928, com o químico francês René Maurice Gattefosse, o qual se interessou pelo uso terapêutico dos óleos essenciais ao aplicar óleo de Lavanda em sua mão após um acidente no laboratório ficando impressionado com o resultado de cura do ferimento.

COMO ÓLEOS ESSENCIAS SÃO EXTRAÍDOS?

Os métodos de extração empregados no passado para obtenção dos óleos essenciais eram bem simplificados e os produtos obtidos nem sempre eram óleos 100% puros. Na atualidade graças à alta tecnologia extraímos óleos essências extremamente puros e concentrados.

Os métodos de extração: destilação à vapor, hidrodestilação, enfloragem, extração com solventes voláteis, CO2 hipercrítico e prensagem a frio.

COMO OS ÓLEOS ESSENCIAS “FUNCIONAM”?

AromaterapiaEm suas mais variadas formas de aplicação, os óleos essências basicamente são absorvidos por ingestão, pela pele e pelo olfato.

Através da ingestão ou da pele, os óleos essenciais entram na corrente sanguínea agindo nos órgãos internos.

Via olfato os óleos essenciais penetram via sistema respiratório atingindo o sistema nervoso central, e mais especificamente o sistema límbico.
Desta forma, cada óleo essencial agirá de uma forma diferente em nosso corpo: físico, mental, emocional e sutil.

Por isso podemos dizer que a Aromaterapia é Holística, pois nos permite cuidar dos diversos males em todos os campos, físico, mental e sutil.

COMO SÃO ADMINISTRADOS OS ÓLEOS ESSENCIAIS?

Os óleos essenciais tanto para tratamento de problemas físicos quanto psicológicos, podem ser administrados pelos seguintes métodos: inalação direta, inalação indireta, banho, compressas, ingestão, massagem, cremes, géis e etc.

O PROCESSO TERAPÊUTICO

A Aromaterapia atua em nosso organismo de três formas:

  • Fisiologicamente: através de sua composição química, como anti-sépticos, estimulantes, relaxantes e etc.
  • Psicologicamente: através dos aromas atuando em nosso sistema límbico com o objetivo de harmonizar nosso psicológico, emocional e mental.
  • Energeticamente: agindo sutilmente em nossos chakras objetivando seu equilíbrio.

ALGUMAS TEMINOLOGIAS E SEUS SIGNIFICADOS

Aromacologia®
A “The Fragance Foundation” e o “Sense of Smell Institute” criaram em 1989 em Nova York, o termo Aromacologia que define cientificamente a influencia dos cheiros sobre as emoções e sentimentos.

Aromatologia®
Termo agregado pelo “Scientific Institute of Aromatology” da França e que concebe todo o estudo dos efeitos e propriedades dos óleos essenciais, desde sua ação psicológica, aspectos clínicos e energéticos.

Osmologia®
É o estudo dos odores, da percepção olfativa destes e das reações comportamentais e emocionais que eles evocam nos seres vivos.

Psicoaromaterapia®
Este termo também define a utilização visando à ação psicológica dos óleos essenciais. Sua diferença para a aromacologia em si, é que na psicoaromaterapia, se estudam os efeitos somente dos óleos essenciais 100% puros, e na aromacologia, todos os tipos de aroma, naturais e sintéticos, bons e desagradáveis, são estudados.